Últimos posts

Como montar uma mala p/ viagem

Fazer uma mala de viagens não se aprende de um dia para o outro. Com anos de experiência e vivência em mais de 35 países, nossa colunista Fabiane Teixeira nos presenteia com esse post incrível com dicas de como montar uma mala para viagem.

Infelizmente é na experiência de cada viagem (por que a gente erra muito até aprender), e na verdade, cada viajante tem um jeito diferente de fazer a sua mala. Mas fazendo tanta viagem ao longo do ano, a gente pode dar uma forcinha para quem ainda não aprendeu, e é o que vamos fazer agora. Vamos lá! 

Mala: a marca da mala faz total diferença! Viajamos de 15 a 20 vezes no ano. E desde 2010, temos as mesmas Samsonites que carregamos para todos os lados do mundo. E olha que para aguentar o “batente” destas viagens, tem que ser uma mala resistente. E estas aguentaram e vão aguentar um bom tempo ainda. Não é merchan! Mas elas realmente são de excelente qualidade e durabilidade!

Entretanto recentemente, compramos – por necessidade – malas de outros tamanhos da marca Swiss Move. E até agora estamos bem satisfeitos. Mas ainda é recente, e não dá para confirmar sobre a durabilidade. Mas a Samsonite até agora foi imbatível!
Mala P/M/G: O ideal é que o casal tenha um jogo de mala P/M/G para cada. Melhor ainda é comprar quando estiver no exterior, por exemplo, em uma Black Friday nos Estados Unidos. Você vai comprar malas da Samsonite por preços inacreditáveis!

Tipo de Mala: Temos malas tanto de tecido, quanto malas rígidas. E nós particularmente, preferimos as de tecido, pelo fato de que elas danificam menos (isso se você usar uma capa de mala, por exemplo). As nossas malas rígidas, na primeira jogada de alguns dos “cuidadosos” empregados das companhias aéreas, já ficaram amassadas nas laterais. Mas em compensação, são muito mais seguras.

Prefira ainda as malas que possuam 4 rodas, com giro de 360º, pois isso facilita muito a locomoção. E por fim, prefira as malas com menor peso possível. Isso se justifica pelo fato de que ao peso da mala soma-se o peso dos seus pertences. Então quanto mais leve sua mala, mais pertences você poderá incluir em seu interior, até o limite do peso estabelecido pela Cia Aérea. 

Segurança da Mala: vocês já ouviram falar em “golpe da cesárea”? É um meio utilizado para furtar objetos do interior da nossa bagagem, mesmo com cadeado, sendo que a maioria das pessoas não detecta o golpe, e só constata o furto de seus pertences quando está em casa ou no hotel (veja neste link aqui). Para inibir e/ou detectar este golpe, usamos o Sealbag que é um lacre descartável, com um código único para cada lacre, que é colocado no zíper da mala e anexado junto à alça da mala. Eu gosto de deixar bem apertado e justo para dificultar ainda mais, e até então, não tivemos o dissabor de ter nossa mala violada! 
Além do lacre sealbag, sempre colocamos uma Tag de Identificação com nome, telefone, cidade, país e email (não colocamos endereço por questão de segurança), e algo que identifique nossa bagagem na hora da retirada da esteira, como uma faixa ou capas de mala. A capa de mala ajuda tanto na identificação da bagagem quanto em sua proteção e limpeza.

O que levar: pergunta mais que difícil! E demorei muito para aprender o que levar em nossas bagagens. Mas para terem ideia, antes de saber o que levar em nossas malas, temos algumas regras:

- Viagem de até 4 dias (mala pequena, sem despachar)

- Viagem de 1 semana (mala média e despacha)

- Viagem de 10 dias (mala média despacha + mala pequena carry on)

- Viagem de 15 dias (mala grande despacha + mala pequena carry on)

- Viagem de mais de 20 dias (mala grande despacha + mala pequena carry on ou ver possibilidade de levar 2 grandes).

Mas se vamos para os Estados Unidos, sempre levamos duas malas grandes e uma pequena carry on. Pois claro que vamos fazer muitas compras e voltar com as malas cheias. Então, mesmo que eu vá com uma mala praticamente vazia, eu sempre levo duas grandes e nunca me arrependi. Já arrependi de levar uma e não ter como trazer tudo que comprei! :) 

Outro detalhe, além de mala para despachar e a mala carry on, sempre carrego a case da máquina fotográfica e minha bolsa, que não são contatadas como bagagem extra. São seus objetos pessoais.

Antes de fazer sua mala, é interessante que você coloque em uma folha quantos dias ficará naquele lugar, verifique a temperatura (eu gosto de acompanhar a temperatura no último mês antes da viagem) e como é o clima/estação no local, e então determine o que precisará de roupa para aqueles dias. Por exemplo: duas calças, dois vestidos, três blusas, dois shorts, 3 biquinis... se ficarei 7 dias, eu sempre levo 3 ou 4 calcinhas a mais, por exemplo, e pelo menos uma peça de roupa a mais para um imprevisto.

Depois que colocar tudo na lista, separe sobre a cama, de uma maneira visível, e com a mala na lateral, confira de acordo com a sua lista, e elimine o desnecessário para só então começar a montar sua mala. 

Eu sempre separo roupas em tons neutros para viagens, pois assim é muito mais fácil de combinar. Então, na verdade, nem fico montando muito look como algumas pessoas gostam de fazer. Eu, particularmente, separo roupas que possam combinar entre si, e sempre levo peças coringas, ou seja, peças que podem ser utilizadas umas com as outras.

Isso, também, por quê, apesar de querer estar linda, você vai querer trazer alguma coisa da viagem. E se levar muita coisa na bagagem, acredite! Não terá espaço (nem peso) para trazer nenhum souvenir se quer daquele lugar que estiver visitando. 

Outra dica importante, sempre leve uma roupa de frio (uma blusa, um casaco), mesmo que esteja indo para um lugar quente. Você não sabe quando a temperatura pode mudar, ou quando uma chuva pode trazer um vento frio no fim do dia. Lembrando também que ar condicionado de avião é sempre muito frio! 

Na montagem da mala, gosto de fazer rolos com todas roupas, fica mais fácil de acomodá-las. Então, depois disso, comece colocando as peças mais pesadas por baixo, como sapatos (sempre acomodados em sacos ou embalagens próprias), bolsas, calças, blusas de frio, casacos, e por cima da mala, coloque os mais leves e que amassam com maior facilidade. 

Roupas íntimas também gosto de coloca-las separadamente (a Arrangier coloque o link - http://arrangier.com.br/novo/ faz peças excelentes para organização de viagens. As “Firenze” acomodam perfeitamente peças íntimas, biquínis, etc.). 

Todos os produtos de higiene coloco em uma necesserie específica para este fim. E antes de fechá-la, checo todas as tampinhas, e ainda coloco em um saco plástico cada um deles (vocês nem imaginam tudo que já aconteceu com vazamento de líquidos em minhas malas). 

Minhas maquiagens, também acomodo eu sempre levo em uma necessaire em minha bolsa (nunca despacho em bagagens), e sempre deixo um saquinho “ziploc” para as maquiagens pastosas (líquidos acima de 100ml não podem ir bagagem de mão em viagens internacionais).

Não coloco nada de valioso, como joias, em minhas malas, e também levo no máximo dois pares de óculos na minha bolsa (isso para o caso de perder um). Nunca despacho óculos em bagagens pois podem facilmente quebrar.

É quase impossível chegar com a mala impecável sem que as roupas amassem. Podem até amassar menos com o passar dos anos, e a experiência de como fazer uma boa mala. Mas algo que me ajudou muito, foi um ferro portátil que compramos no Walmart em Miami (custou 10 dólares). Ele é leve e ajuda bastante, até mesmo para executivos que vivem viajando e às vezes não dá tempo de mandar as camisas para a lavanderia do hotel. 
Por falar em Lavanderia de hotel, alguns oferecem o serviço de lavar e passar, e logo que você fizer check in, você pode se informar melhor e usufruir deste serviço que auxilia muito. 

Por fim, mesmo depois de finalizar sua mala, tente mentalizar novamente tudo que necessita no seu dia-a-dia, para não se esquecer de nada importante. Tente não fazer sua mala no mesmo dia da sua viagem, isso evita inconvenientes! E ainda dá tempo de lembrar de alguma coisa que ficou para trás! 

Veja também: PASSO A PASSO DE COMO PLANEJAR SUA LUA DE MEL

Até o próximo post!


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário

Postar um comentário