Últimos posts

Recém-casados podem sonhar com a primeira casa em Belo Horizonte!

Bom dia! Hoje, o assunto é de extrema importância pra você que está sonhando com seu primeiro lar. A gente conversa tanto aqui no blog sobre decoração, organização, tantos assuntos relacionados a nossa tão sonhada casinha, mas ainda não tínhamos abordado dicas valiosas de como adquirir o imóvel. A Viva Real, um portal imobiliário, nos dá essas dicas. Veja como procurar o seu imóvel.


Recém-casados podem sonhar com primeira casa em Belo Horizonte

Quem decide casar com cerimônia e festa sabe muito bem que nada acontece sem planejamento. Alianças trocadas, o passo seguinte é fazer a famosa lista de preparativos. Do tanto de itens para se pensar, a moradia está entre os mais importantes. Lembre-se do chavão: quem casa quer casa? É isso mesmo. Para botar o sonho em pé é preciso pesquisar muito. Parece dar um trabalhão, mas o gostinho de felicidade que traz o primeiro imóvel vale à pena qualquer esforço.

O casal começa esse projeto com uma avaliação sobre o quanto pode gastar. Independentemente de o imóvel desejado ser novo ou usado, para alugar ou comprar, o preço tem que caber no seu bolso. Não dá para iniciar uma vida a dois com dívida e mais dívida. Agir por impulso pode trazer problemas futuros.

Avaliar bem o perfil e os desejos de ambos, para definir o valor da moradia, ajuda muito. Se os dois estão num trabalho fixo, sem a pretensão de trocar de emprego ou viver fora do país e muito menos ter filhos em curto prazo, comprar a casa própria é uma boa saída. Um imóvel de dois dormitórios é interessante, principalmente, se será constante a visita de familiares e amigos. Nesses casos, melhor contar com o quarto de hóspedes. Mas se ainda há dúvidas quanto a tudo isso, o mais sensato é optar pelo aluguel até tudo de assentar.

No caso de comprar, à vista é o ideal. Não sendo possível, o casal pode economizar e adquirir o imóvel depois de uns cinco anos se poupar por volta de mil reais todo o mês. Mas se há pressa, dar entrada num financiamento é uma alternativa. O pagamento da parcela não pode ultrapassar 30% da renda familiar. Antes faça uma simulação no banco ou na construtora para ter uma ideia de quanto pode gastar. Nessa etapa, conhecendo melhor os preços já dá para decidir o tipo de imóvel, conforme a localização, tamanho, vagas na garagem, condições do prédio, etc.

Somado ao valor da compra, considere a reforma para a aquisição de imóvel usado, ou o acabamento para lançamento. Além desses gastos, não se esqueça do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), pago pelo comprador, que está por volta de 2%, dependendo do município. As imobiliárias em BH conhecem bem as porcentagens dos impostos que variam a cada cidade e os outros gastos envolvidos numa compra. Os corretores são gabaritados também para apresentar opções que se encaixam às  necessidades dos recém-casados. Sabem informar sobre as diferenças entre apartamento e casa, como, por exemplo, a segurança.

Além dessa consultoria, faça visitas à noite no imóvel que selecionou para observar trânsito, iluminação, barulho, etc. Durante o dia, o que mais precisa ser analisada é a infraestrutura do local: comércio, padaria, farmácia, metrô, vias de acesso que facilitam o transporte para o trabalho. O princípio da compra é que o imóvel facilite a vida da família.


por Viva Real



publipost
« VOLTAR
AVANÇAR »

5 comentários

  1. que legal! eu adoro BH, mas nao conheço ainda!

    ResponderExcluir
  2. Dicas ótimas, Graças a Deus, quando nos casamos já tinhamos casa. Vale apena pesquisar mesmo.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Interessante o seu post, Daia.
    Boa semana. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ótimas dicas no post, Daia. Vai ajudar muita gente!!
    Bjs =^.^=

    ResponderExcluir