Últimos posts

CASAMENTO

CASA

MATERNIDADE

CASA

MATERNIDADE

Advertise Space

CASAMENTO

VESTIDO DE NOIVA

DETALHES

Recentes

A história do Pequeno Príncipe é de uma riqueza de detalhes imensa, que lindamente pode ser traduzida em formato de de decoração de festa infantil.

O livro “O Pequeno Príncipe" é uma obra literária do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, que conta a história da amizade entre um homem frustrado por ninguém compreender os seus desenhos, com um principezinho que habita um asteroide no espaço. Este livro é marcado pelo seu alto teor filosófico e poético, mesmo sendo considerado uma literatura para crianças. A parábola do "Pequeno Príncipe" debate, entre outras questões filosóficas, a perda da inocência e fantasia ao longo dos anos, conforme as pessoas vão crescendo e abandonando a infância. 
Fonte: Significados.com
Personagens do Livro O Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe

O personagem que dá o nome ao livro é um dos dois protagonistas da história. Esta criança vem do asteróide 325 (conhecido na Terra como B-612) e deixa a sua casa e a sua querida rosa, viajando pelo Universo. Nos vários planetas que visita, tem contacto pela primeira vez com adultos e fica espantado com o comportamento adulto e suas incoerências.
O Pequeno Príncipe representa a infância inconsciente dentro de cada adulto, simbolizando sentimentos de amor, esperança e inocência.

O Piloto
Assume o protagonismo da história juntamente com o Pequeno Príncipe, e tem a função de narrador. Quando era criança, o piloto tinha o sonho de ser um artista, mas foi desencorajado por adultos à sua volta. Apesar disso, o piloto faz vários desenhos para o Pequeno Príncipe e revela que a sua visão do mundo é mais parecida com a de uma criança.
Simboliza a atitude de perseguir e lutar pelos sonhos. A sua busca pelo poço no deserto revela a importância de aprender as lições através da exploração pessoal.

A Rosa
Elemento que é objeto do amor do Pequeno Príncipe, mas graças ao seu comportamento contraditório faz com que ele parta em viagem. Tem uma atitude melodramática e orgulhosa e é simultaneamente convencida e ingênua. O Pequeno Príncipe cede aos seus caprichos e cuida muito bem da Rosa, e a sua memória faz com que queira regressar ao seu lar.
Simboliza o amor que deve ser cultivado e cuidado. Apresenta características humanas, tanto boas como más.

A Raposa
Aparece na história de forma repentina e misteriosa e estabelece um relacionamento de amizade com o Príncipe. Apesar de pedir para ser domada pelo seu amigo, a raposa atua não só como pupila, mas como sua tutora, ensinando-lhe valiosas lições.
Representa a sabedoria pois ensina valiosas lições ao Pequeno Príncipe, sendo as mais importantes: só o coração consegue ver corretamente; o tempo que o Pequeno Príncipe passou longe do seu planeta fez com que valorizasse mais a Rosa; o amor implica uma responsabilidade.

O Carneiro e a Caixa
Quando o Pequeno Príncipe pediu ao Piloto para desenhar um carneiro, não ficou satisfeito com o resultado. Assim, o Piloto desenhou uma caixa, afirmando que dentro dela vivia o carneiro que o Pequeno Príncipe tinha pedido para desenhar.
Simboliza o poder da imaginação, capaz de ajudar a contornar problemas que aparecem no dia a dia. O Pequeno Príncipe fica preocupado que o carneiro coma a sua Rosa. Por esse motivo, o carneiro representa a dualidade da entrega do amor: dá prazer, mas também pode ser uma porta para o sofrimento.

Elefante dentro da Jiboia
Este é um desenho feito pelo Piloto e que é revelado ao Pequeno Príncipe. Inicialmente os adultos não entendiam o desenho e o confundiam com um chapéu, porque a jiboia que comeu o elefante assumiu a sua forma. Para explicar o desenho, o Piloto fez uma segunda versão, um raio X que revela o elefante dentro da jiboia.
Esta ilustração pretende demonstrar que nem sempre aquilo que vemos é a realidade. Assim como o primeiro desenho parecia para muitos um chapéu, na vida, muitas coisas não são o que parecem à primeira vista.

A Serpente
Este é o primeiro personagem que o Pequeno Príncipe encontra na Terra. É possível fazer um paralelismo com a serpente do livro e a serpente da Bíblia, que convenceu Adão e Eva a comer o fruto proibido, o que resultou na expulsão do Éden. É responsável por enviar o Pequeno Príncipe à sua casa através da sua mordida venenosa.
Representa o fenômeno da morte e apesar de falar por enigmas, não requer tanta interpretação como outros personagens, porque fala com franqueza.

O Rei
O Pequeno Príncipe encontra o Rei no primeiro planeta que visita. Apesar de pensar que ele governa todo o Universo, o seu poder é vazio, porque ele só pode dar ordenar coisas que aconteceriam mesmo sem que ele mandasse. Ele faz tudo para que o Pequeno Príncipe ficasse com ele, mas como não consegue, o nomeia seu embaixador quando ele vai embora.
É mandão mas tem um bom coração e ensina a lição que “é preciso exigir de cada um o que cada um pode dar”.

O Bêbado
Elemento envolvido em tristeza que afirma que bebe para esquecer a vergonha de beber. O Pequeno Príncipe fica com pena dele, mas ao mesmo tempo fica intrigado com a sua atitude perante a vida.
Representa a ignorância e as pessoas que tentam fugir da realidade ou resolver um determinado problema através de um vício.

O Homem de Negócios
Completamente envolvido nos seus cálculos, o Homem de Negócios quase não nota a presença do Pequeno Príncipe. Este personagem se apropria das estrelas, afirmando ser mais rico desse jeito. O Pequeno Príncipe entende que a sua lógica é parecida com a do Bêbado e afirma que não vale a pena ser dono de alguma coisa se não se cuida delas.
Tem a função de caricatura dos adultos, que muitas vezes estão tão envolvidos nos seus negócios que não conseguem aproveitar a vida. É o único personagem criticado abertamente pelo Pequeno Príncipe.

O Acendedor de Lampiões
Inicialmente o Pequeno Príncipe pensa que é apenas mais uma pessoa com comportamento ridículo e sem propósito. No entanto, ao verificar a devoção e empenho no seu trabalho, chega a admirá-lo. Tem a tarefa de acender o lampião de noite e apagá-lo de dia, mas o planeta gira muito rápido e o Sol se põe a cada minuto, o que faz com que o seu trabalho seja extenuante.
Simboliza as pessoas que cumprem determinadas tarefas sem pensamento crítico, muitas vezes fazendo coisas sem sentido ou sem entender porquê.

O Geógrafo
Um homem com bastante conhecimento geográfico e que escreve vários livros. Não obstante a sua inteligência sobre outro lugares, não conhece nada sobre o seu próprio planeta, afirmando que não é a sua função explorá-lo. É ele que recomenda ao Pequeno Príncipe uma visita ao planeta Terra.
Quando o Geógrafo revela que não estuda as flores porque elas não duram para sempre, o Pequeno Príncipe fica preocupado e se arrepende de tê-la deixado.

O Astrônomo
O astrônomo turco foi o primeiro humano a descobrir o asteróide B-612, a casa do Pequeno Príncipe. Quando este personagem fez esta descoberta, ninguém acreditou porque ele vestia roupas típicas turcas. No entanto, foi ouvido quando anos mais tarde fez a apresentação com roupas ocidentais.
Representa o problema da xenofobia e racismo na sociedade, onde pessoas são julgadas de acordo com a sua roupa, raça ou local de nascimento.

O Vaidoso
É o único habitante no seu planeta e tem uma enorme necessidade de ser reconhecido e elogiado pelos outros. Ele pergunta se o Pequeno Príncipe o admira e pede para que ele diga que é o mais inteligente, mais bonito e mais rico do planeta, o que é estranho par ao protagonista, já que o vaidoso é a única pessoa do planeta.
Este personagem ensina que nós não podemos depender dos elogios dos outros para encontrarmos o nosso valor.
Fonte: Significados.com
Esse post é pra você que adora colocar a mão na massa e ama decorar e deixar sua casa mais colorida e alegre! O blog está disponibilizando 5 modelos de "quadrinhos" para você imprimir, emoldurar e decorar!

As artes lindas são da Pop Paper Box especialmente para as leitoras aqui do blog!

Como baixar?
  • Clique na imagem acima, que será direcionado ao link para download. São 5 modelos para você escolher;

Dicas para impressão:
  • Você pode imprimir em casa ou mandar para imprimir em gráfica;
  • Os "quadrinhos" estão em formato A5 (14,8x21 - metade de um A4), mas você pode programar na hora da impressão para imprimir em A4 também;
  • O papel mais indicado é o couchê 200g fotográfico (na gráfica) ou AP 200g (em casa).

É tanta coisa linda que foi difícil escolher o que mostrar pra vocês! Dessa vez escolhi produtinhos pra Páscoa também, vejam que encanto! 

Todo dia tem novidade na Villa Pano!

*Para saber preços e especificações dos produtos, é só clicar no nome do produto logo abaixo da foto!

Eu já fiz a minha encomenda pra deixar a casa toda decorada para a Páscoa. Faça também e alegre a casa!

Acesse o site e conheça todos os produtos da Villa: www.villapano.com.br
Matheus não dormia bem no berço. Mesmo antes de completar 1 ano eu já cogitava a possibilidade de montar um quarto montessoriano, mas ficava com receio dele cair da caminha, pois rolava bastante no berço. Fui insistindo com o papai pra montarmos e ver como seria a adaptação do Matheus. Iniciamos então (mesmo com o berço e a poltrona no quarto) o processo pra ver como ele se adaptaria.

Começamos colocando o colchão do berço no chão. Enchemos de almofadas, travesseiros e edredons em volta do colchão e foi assim que Matheus dormiu sua primeira vez "no chão". Neste dia, optamos por colocar o colchão no chão antes do cochilo da tarde. Normalmente ele fica estático no cochilo, então seria a primeira "análise" nossa para uma possível mudança. 

Matheus dormiu, e nós fomos para a sala com a câmera aguardando o que aconteceria. Deixamos todas as portas abertas que davam acesso à sala e aguardamos... 

45 minutos depois escutamos um barulho de passinhos vindo do corredor. Eu e o papai estávamos no sofá, nos olhamos e nos viramos. E não é que ele saiu sozinho do colchão e veio direto pra sala? E o melhor, sem chorar! Matheus sempre chorava ao acordar, e neste dia só um silêncio e passinhos. Ahhhh como foi bom ver ele vindo pelo corredor, sem chorar, decidindo seu próprio caminho ao sair do colchão. Sério, foi uma sensação muito gostosa!

Não tive dúvidas, eu iria sim fazer o quartinho montessoriano. Aos poucos vendi a poltrona, o berço e por fim retirei a cômoda. Matheus ficou por muitos dias dormindo no colchão do berço, envolto pelo jogo de berço pra não bater a cabeça na parede e nem no guarda roupa. Talvez não precisasse, mas queríamos nos certificar que ele não se machucaria. Ficou apenas o guarda roupa que é gigante e é um móvel extremamente bom para guardar todas as coisas do Matheus. Quem já viu, é um móvel sem puxador e é tão pesado que Matheus não consegue abrir as portas e nem as gavetas (ainda!). Mas enfim, o guarda roupa é um caso a se pensar mais pra frente.

Abaixo está a lista dos itens que usei pra montar o quarto montessoriano:
  1. Caminha montessori: esse foi um item que eu já namorava há muito tempo. Eu achei ela no instagram da Prizinhas Baby. É uma caminha de espuma com bordas e no fundo tem um tecido que não deixa o frio do chão passar. Eu comprei a de tamanho 1,50x0,80 que dá pra usar até 7/8 anos de idade. Escolhi a borda no tecido jeans marinho e o tecido da parte de dentro da minha é chevron cinza, estampado. Vem com um travesseirinho.
  2. Travesseiro de elefante: esse travesseiro ele já começou a usar antes do quartinho ser montado. Eu li muito sobre ele, tem um tecido que não deixa a criança suar (Matheus sua muito e com esse travesseiro, nada de suor). Comprei na Baby on Time, também pelo instagram.
  3. EVA´s : optei pelo EVA de 20mm porque tem a espessura maior. Testei um mais fino antes de montar o quarto e Matheus não só arrancou o EVA, como rasgou. Eu já tinha algumas peças de 20mm que comprei nos primeiros meses de vida dele, então só comprei a quantidade que faltava. Escolhi as cores: azul marinho, verde bandeira, vermelho e amarelo. Comprei no Mercado Livre na Loja Aquitanamao. A especificação é "Tapete Eva Tatame Academia Piso Escola Quarto 50x50cm 20mm".
  4. Cestos para guardar os brinquedos: optei por cestos de plástico mole, caso ele caísse por cima, não machucaria. Comprei no Balaroti.
  5. Adesivos de bichinhos: os adesivos foram enviados pela empresa Adesix antes do Matheus nascer, mas decidi guardá-los porque o quarto já tinha muita decoração. Agora estão decorando lindamente o quartinho.
  6. Varal de luzinhas: o varal já era decoração do quarto dele, é da Villa Pano.
  7. Letras em MDF: eu usei as letras do aniversário do Matheus para "delimitar" o espaço da caminha. 
  8. Mini lousa: para estimular. Comprei na Divertivida.
  9. Brinquedos de todos os tipos: ursos de pelúcia, carrinhos, um "joão bôbo" em forma de dinossauro, mesa de atividades, caixinhas com pecinhas pra montar, uma "montanha russa" que é um brinquedo que estimula a coordenação, percepção e organização da criança. Separei também 4 copinhos de plástico que eu já tinha, pra ele fazer atividades como colocar um dentro do outro, etc.
  10. Almofadas: eu já tinha as almofadas, só comprei as capinhas. Queria uma estampa que contrastasse com a cor neutra da caminha. Achei umas estampas lindas de carrinhos do Leroy Merlin, e comprei. As almofadas além de decorativas, também ficam rente à parede, pra não correr risco de bater a cabecinha.
  11. Mesinha: minha mãe deu uma mesinha pra colocar a montanha russa e mais alguma coisa caso ele quisesse brincar de pé.
Agora vamos falar um pouco sobre o método montessori, pra vocês entenderem os demais motivos que me fizeram optar por fazer o quartinho montessoriano.

O Método Montessori é o resultado de pesquisas científicas e empíricas desenvolvidos pela médica e pedagoga Maria Montessori.

É caracterizado por uma ênfase na autonomia, liberdade com limites e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança.

De acordo com sua criadora, o ponto mais importante do método é, não tanto seu material ou sua prática, mas a possibilidade criada pela utilização deste, de se libertar a verdadeira natureza do indivíduo, para que esta possa ser observada, compreendida, e para que a educação se desenvolva com base na evolução da criança. A criança é o centro do método montessoriano e o professor tem o papel de acompanhador do processo de aprendizado. Ele guia, aconselha, mas não dita e nem impõe o que vai ser aprendido pela criança.
Fonte: Wikipédia.
Agora vocês vão ver as fotos do quartinho, logo em seguida algumas fotos antes dele ir para o quarto e finalmente o momento que o Matheus entrou no quarto pela primeira vez. Imagens lindamente registradas pela querida Clara da Blau Fotografia.

Vejam a carinha do Matheus ao ver tudo ao seu redor. Eu me emociono toda vez que vejo essas fotos!

Matheus só foi entrar no quartinho no final da tarde. Ficou o dia todo sem ver o quartinho dele. Brincou na sala, na varanda, no condomínio. Eu estava a ansiedade em pessoa. Aí são fotos poucos minutos antes da gente "liberar" o quarto pra ele entrar.

A cara de "o que vocês estão fazendo?", "cadê meu quarto?". hahahahaha


Agora reparem na carinha dele e me digam se não tive razão de me sentir a mãe mais feliz do mundo! Passei o dia montando o quarto pra chegar o momento de vê-lo descobrindo as novidades desse quartinho novo. E valeu cada minuto!


RECEITAS

Ads Place 970 X 90

MESA POSTA

ORGANIZAÇÃO

OBRA E REFORMA